Crítica | Minha Mãe É Uma Peça 3 - NoSet
Cinema

Crítica | Minha Mãe É Uma Peça 3

Mais uma vez temos a oportunidade de desfrutar do humor incrivelmente ácido de Dona Hermínia (Paulo Gustavo), uma personagem que já virou icônica por retratar de uma maneira maestral a figura das mães brasileiras. É nítido como ela se assemelha em todos os sentidos com a maioria das mães pelo brasil, e digo isso de uma maneira especialmente particular pois, a sensação de estar vendo a minha própria mãe é simplesmente incrível. Paulo Gustavo fecha o arco da trilogia com um filme muito bem construído e repleto de humor a todo instante, confesso que sai da sala de cinema com o abdômen dolorido de tanta risada que dei. Confira o teaser oficial abaixo:

A história do filme nos apresenta uma Dona Hermínia (Paulo Gustavo) já envelhecida, solitária e carente devido à ausência de seus filhos, mas sem perder o seu lado explosivo e ácido que já é uma marca registrada dela. Se engana quem pensa que o filme é de apenas humor ininterrupto, pois o filme mescla entre alegrias e tristezas da Hermínia (Paulo Gustavo), o que nos aproxima do lado humano da personagem, principalmente em momentos de perdas na família, o que nos faz pensar do quão frágil a vida humana pode ser e o quão triste é a vida de uma pessoa ao envelhecer pelo fato de sofrer demais com o distanciamento daqueles que ama. Logicamente tudo isso é apresentado de uma maneira sutil, para não deprimir os espectadores, e rapidamente voltamos para o universo divertidíssimo de Dona Hermínia (Paulo Gustavo).

O filme apresenta a volta de personagens que já marcaram cena, como a tia Zélia (Suely Franco), a empregada Waldeia (Samantha Schmütz), Dona Lourdes (Malu Valle) e a irmã muito doida Lucia Helena (Patricya Travessos), assim como também nos apresenta novos personagens divertidos como a mãe do noivo de Juliano (Rodrigo Pandolfo) Ana (Stella Maria Rodrigues) uma mãe de classe alta esnobe que nos rende muitas risadas em seus momentos de atrito com Dona Hermínia (Paulo Gustavo).

Definitivamente o filme merece ser visto no cinema, por ser um filme extremamente divertido e cativante, super recomendo, e caso não tenha visto os anteriores não há problema algum, pois cada filme da trilogia relata momentos diferentes da vida de Hermínia (Paulo Gustavo) e mesmo sem ver os anteriores não vai lhe deixar perdido no desenrolar do filme, mas é claro que a experiencia é melhor ainda se já tiver visto os anteriores, então sem mais delongas corre para alguma plataforma aluga ou compra os anteriores, confere e dá um pulo no cinema que a diversão será garantida.

E é claro que essa experiencia foi possível gracas a parceria da NoSet com a rede de cinemas Cinesystem, se você não conhece ainda clica no link e veja qual a unidade mais próxima de você. Abaixo você confere o trailer oficial do filme:

Topo