Crítica: Esquadrão Suicida. - NoSet
Cinema

Crítica: Esquadrão Suicida.

Salve Nosetmaníacos. Noset assistiu a pré estreia e indica.

squad 7

Esquadrão Suicida (2016): Escrito e dirigido por David Ayer, baseado na equipe de anti-heróis de mesmo nome da DC Comics. Será o terceiro filme do Universo Estendido DC. O elenco é composto por Will Smith, Jared Leto, Margot Robbie, Joel Kinnaman, Viola Davis, Cara Delevingne, Scott Eastwood, Adewale Akinnuoye-Agbaje, Karen Fukuhara e Jay Hernandez.

Sinopse: A drª Harleen Quinzel (Arlequina), George “Digger” Harkness (Capitão Bumerangue), Rick Flagg (Pistoleiro), Crocodilo, June Moore (Magia), Christopher Weiss (Amarra) e outros vilões, estão presos por cometerem crimes hediondos. O governo dos Estados Unidos, sob o comando de Amanda Waller, ordena o recrutamento dos piores criminosos para uma importante missão, que visa acabar com uma entidade misteriosa e aparentemente impossível de se derrotar.

2_pUkQZzlCrítica: Vamos ao que é mais duro falar, Esquadrão Suicida não cumpre o prometido por todo estes anos. O filme é ruim? Não, não é, mas fomos bombardeados por incansáveis trailers de Jared Leto como o Coringa em cenas épicas junto com algumas do Batman de Ben Afleck, mas mal sabíamos que estas cenas seriam realmente quase toda participação de Leto e Afleck no filme, uns 15 minutos. Já para encerrar as dúvidas, com este tempo, não dá para analisar se Leto está à altura de Jack Nicholson, Cesar Romero e Heath Ledger, principalmente como um Coringa mais sociopata, ele me pareceu, até pelas homenagens abertas, uma cópia humana do Coringa das HQs clássicas do que um personagem criado e adaptado por ele mesmo.

Voltando ao filme, Will Smith, que faz o papel principal do personagem Floyd Lawton ou Pistoleiro, é o foco do enredo e isto explica as brigas constantes nas filmagens e o fato de Smith abrir mão de um cachê milionário para fazer a continuação de Independece Day.

O roteiro é dividido entre Smith e Margot Robbie, soberbamente exagerada no seu papel da Drª Harleen Quinzel ou Arlequina, é ela que dá ao filme os momentos mais bem humorados, pena que são poucos e por incrível que pareça, Joel Kinnaman (Robocop) no papel de Rick Flagg, também rouba o filme, não sei por opção do diretor ou mesmo por talento do ator. A escolha do vilão e enredo, baseado na personagem Magia, também me decepcionou demais. Eu que apostava em algo mais real e militar, mas tive a decepção de ver a modelo britânica Jocelyn Delevingne (Peter Pan) fazer o papel principal de vilã do filme, muito fraca e delicada para esta responsabilidade. Como já falei, o filme não é ruim, mas de escolhas duvidosas que comprometem a trama e agora já foi divulgado uma possível versão mais “pesada” do filme para blue Ray e DVD, o que decepciona mais ainda.

As mudanças físicas e visuais do personagem de Smith tem tanta influência quanto teve a do Samuel L. Jackson no seu personagem da Marvel, nenhuma. O ponto positivo do filme são as adaptações dos personagens de HQ para a telona, principalmente a do Croc, todas simplesmente lindas. Dos easter eggs tão prometidos de Robins e Asa Noturna, só vi desta vez os uniformes da Arlequina, fora isso, nada da Piada Mortal ou Morte em Família e etc. Ah, antes de terminar é bom avisar, o filme tem apenas uma cena de pós crédito que indica o próximo filme, Liga da Justiça. Não perca.

Curiosidades: Visto que todo o elenco de Esquadrão Suicida foi divulgado, alguns atores foram convocados sem papéis especificados. Mais em 19 de junho de 2015, o rapper Common e Scott Eastwood foram avistados com roupas e símbolos do Abel Tarrant / Tatuado e Slade Wilson / Exterminador. Jared Leto foi citado com um dos maiores Coringas cinematográficos que apareceram e aparecerão nos filmes da DC Comics, depois de Cesar Romero, Jack Nicholson e Heath Ledger. O trailer de Esquadrão Suicida teve com destaque o Coringa que teve bilhões de visualisações na frase “Eu Não Vou Te Matar, Só vou te Machucar Muito.” Um terapeuta (como ja citado no título Produção) foi contratado para ajudar os atores a não enlouquecer de verdade, em seus respectivos papéis. No filme, Batman será o único “inimigo” do Esquadrão Suicida. David Ayer é um diretor conhecido por filmes de Guerra e Ação como Swat (2003), Corações de Ferro (2014) e Dia de Treinamento (2001).

Esquadrão Suicida
Att.
Marcelo The Moura.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: SetCast - Esquadrão Suicida! - NoSet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo