Ao Cair da Noite: O terror está de volta ou é só uma nostalgia passageira? - NoSet
Cinema

Ao Cair da Noite: O terror está de volta ou é só uma nostalgia passageira?

No mês passado, eu fui à cabine de It Comes at Night (Ao Cair da Noite, aqui no Brasil), filme dirigido pelo ainda iniciante Trey Edward Shults (‘Krisha’) que além desse, só tem apenas mais um longa no currículo.

Ao Cair da Noite‘ narra a história de um homem, vivido por Joel Edgerton (“O Presente”), que lida com grandes terrores após uma ameaça não identificada aterrorizar o mundo. Seguro em um lar isolado, ao lado de sua esposa e filho, ele vive medo, dor e paranóia, em meio a recursos escassos. Quando um jovem casal e seu pequeno filho são acolhidos pela família, cresce o sentimento de pânico e de desconfiança, ao mesmo tempo em que os horrores do mundo exterior parecem cada vez mais próximos. Mas eles não são nada se comparados aos horrores vividos dentro da casa, onde o homem descobre que o seu compromisso de proteger a família pode custar sua própria alma. Os atores Riley Keough (“Mad Max: A Estrada da Fúria”), Christopher Abbott (série “GIRLS”), Kelvin Harrison Jr. (“Raízes”) e Carmen Ejogo (“Animais Fantásticos e Onde Habitam”) também fazem parte do elenco.

Durante a sessão, me peguei vendido o suficiente à história para que assim que a sessão terminasse, eu fosse imediatamente invadido pelo seguinte pensamento: Uou, não faz muito tempo que assisti um bom filme de terror.

Se você quiser uma opinião técnica sobre o filme, confira as criticas dos nossos outros redatores aqui. Vou usar It Comes at Night como uma ponte para deixar algo claro:

O terror nunca morreu, nunca perdeu o ritmo. Muita gente gosta de dizer que o gênero já perdeu a essência, que nunca será o que já foi em ’70, ’80 ou seja lá qual década alguém queira nomear. O gênero é provavelmente o que mantém os cinemas multiplex funcionando fora da época de férias.

E tem um porquê pra tudo isso: O terror é tão elástico para o cinema quanto o rock é para a música. Um filme de terror nunca é só terror, assim como rock nunca é só rock. Existe tanto subgênero para o terror que é entendível o porquê de tantos diretores talentosos, como é o caso de Trey Edward Shults em It Comes At Night, surgirem a partir deles.

Para nomear mais alguns, vide Drew Godard que antes era apenas um roteirista de seriado até fazer Cloverfield (2008) e O Segredo da Cabana (2011) e deslanchar com Guerra Mundial Z (2013) e Godzilla (2015); Jennifer Kent é outra que aparece na lista como um recente, mas já comentado nome depois de Babadook (2015); Outro nome é o de Robert Eggers que tinha feito apenas alguns curtas até surgir com A Bruxa (2015) e além de despertar o interesse de Hollywood por Anya Taylor-Joy, foi mais uma surpresa para o gênero naquele ano; E David Robert Mitchell que tinha feito apenas o sem-graça American Sleepover (2010) até chamar bastante atenção com Corrente do Mal (2014)? Ele já está em produção com seu Under the Silver Lake protagonizado por Andrew Garfield e Riley Keough.

E esses são apenas alguns nomes e alguns filmes, não cheguei nem a mencionar James Wan que hoje já está se tornando para o atual terror sobrenatural, o que George Romero é para os filmes de zumbi. Se você procurar, encontrará ao menos um ou dois filmes de terror relevantes e surpreendentes por ano.

Em 2017, It Comes At Night chama atenção pelo foco e bom aproveitamento da mente humana num cenário pós-apocalíptico envolto por uma atmosfera aterrorizantemente vívida e crível. É uma visão do juízo final de uma forma nunca contada antes e é incrível como continuamos a ver o terror sendo puxado aos limites da originalidade novamente.

Estamos vivendo uma década boa para o gênero? Talvez. Mas o fato é que o terror seja talvez o gênero que dê mais liberdade ao cineasta. Não é à toa que nomes que mudaram a história do cinema tenham tanto apreço pelo gênero a ponto de se arriscarem nele ou fazerem do mesmo, seus primeiros filmes.

E assim, você já tem a resposta à pergunta que te trouxe aqui: O terror está de volta ou é só uma nostalgia passageira? Bom, ao que me parece, o terror nunca saiu de cena e está longe de dar bandeira para algo parecido.

Ao Cair da Noite está em cartaz nos cinemas. Assista ao trailer legendado abaixo:

Data de lançamento: 22 de junho de 2017 (1h 37min)

Direção: Trey Edward Shults

Elenco: Joel Edgerton, Riley Keough, Christopher Abbott

Sinopse: Paul (Joel Edgerton) mora com sua esposa e o filho numa casa solitária e misteriosa, mas segura, até que chega uma família desesperada procurando refúgio. Aos poucos a paranóia e desconfiança vão aumentando e Paul vai fazer de tudo para proteger sua família contra algo que vem aterrorizando todos.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo