Anime Friends 2017/2018: Uma Aventura Cosplay. - NoSet
Geek

Anime Friends 2017/2018: Uma Aventura Cosplay.

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Moura e você também pode me acompanhar agora no Instagram como marcelo.moura.1253. Hoje falaremos de um dos maiores e melhores festivais que cultuam a Cultura POP de HQs, Animes, Música, Filmes, Séries, Games e Mangás de todos os tempos, que tive a sorte e o orgulho de participar em duas edições, conhecer pessoas incríveis, trocar experiências com todas as idades, me divertir muito com tudo isso e descobrir que o Cosplay pode ser um serviço comunitário de grande valor a sociedade. Bem-vindo ao incrível mundo do Anime Friends de São Paulo.

Anime Friends Brasil:

O Anime Friends é um festival de cultura Pop sem idade e sem restrições, apenas o respeito e tolerância devem ser levados em conta, afinal, são mitos e referências de várias culturas, desde a Oriental a Ocidental, e tudo é levado muito a sério. Desde a sua primeira edição em Julho de 2003, a feira atrai fãs de norte a sul do país, inclusive da America Latina, com caravanas que podem ser acompanhas através das redes sociais, ou mesmo nas dezenas de ônibus parados na porta do evento, cada um com a placa de uma cidade e estado diferente. O evento já bateu a marca de 120 mil pessoas, que podem degustar de toda cultura, comida, músicas, shows com bandas especializadas em temas de animes e entretenimento. Você acha tudo isso fácil no Youtube com algumas dessas gravações, inclusive o show do Angra no Anime Friends 2010 tocando Pegasus Fantasy – Saint Seiya ao vivo, é de tirar o folego dos fãs.

Cosplays:

Primeiro, gostaria de agradecer a toda a equipe do Anime Friends nos dois eventos que participei, super solicita em um mega evento, que tirou todas as dúvidas sobre tudo que perguntava com um sorriso, o que é muito raro nos dias de hoje, principalmente para novato como eu em um local onde tudo era novidade e inusitado. Duas das coisas que mais me chamaram a atenção foram as dedicações em maquiagens e vestimentas dos Cosplayers. É um show à parte, quase um carnaval que vai desde Naruto e Jaspion até personagens da Marvel, passando pela Hanna Barbera e Pixxar, LOL aos Pokemons ou monstros de filmes de terror. Algumas realistas demais, outras de um mundo imaginário de fantasia e ficção, até seres assustadoras como o do já clássico Freddy Krueger, Jason Voorhees, Michael Myers e Death Note. Tirei tantas fotos quanto pude e todos os Cosplayers foram solícitos e simpáticos, alguns contratados do evento como modelos profissionais, outros que são apenas pessoas normais que querem se divertir com uma boa fantasia e fazer referências as suas preferências culturais. O evento também é muito conhecido pelos shows, tendo trazido várias vezes Hironobu Kageyama, Masaaki Endoh, Akira Kushida ,Nobuo Yamada, e outros cantores de K-Pop e J-Rock de nome, o que na verdade é mais para os meus filhos, porque depois de quinze minutos assistindo eu não sabia mais quem era quem. O evento também conta com presenças especiais de dubladores, diversas salas de grupos de fãs, workshops e cursos, e ainda com stands e lojas de produtos específicos relacionados a anime e mangá.

Anime Friends 2017:

No meu primeiro Anime Friends em 2017, no Expo Center Transamérica, de 17 a 27 de Julho de 2017, fui muito de gaiato no navio, sem saber o que esperar, para cobrir a cota de repórter do Noset, pois todos preferiam ir na Comic Con (eu não fui). Foi algo surpreendente, desde o espaço para bandas de rock tocarem músicas tema de animes, que tive a sorte de ouvir o tema de Dragon Ball Z ao vivo, até os quiosques com boas comidas e cadeiras, que apesar da quantidade de pessoas, não faltava lugar para se sentar, com um pouco de paciência. Tudo era divertido, espaçoso e comprometido com o evento, tinha um ar de respeito e seriedade, não havia empurra-empurra ou qualquer coisa que ameaçasse a saúde ou a segurança.  Me lembro claramente de conversar com uns cinco hilários Deadpools, ver uma turma vestida com o traje original do Sub Zero e Scorpion do game Mortal Kombat dançando Gangnan Style do Psy, ou entrar em uma loja com todos os tipos de mangás para comprar, assistir uma luta em rinque de luta com bastão ao lado de um Blade da Marvel e um Super Shock da DC Comics, todos em plena harmonia com um universo de diversidade. Tinha até um espaço para Gamers jogando clássicos como Street Fighter e jogos de tiro. Tive o prazer de ver um painel de miniaturas com todos os Cavaleiros do Zodíaco de Ouro, juntamente com uma versão em um aquário gigante das doze casas onde Seyja e seus amigos subiram atrás da Sayore. Uau, foi de tirar o folego. Algo que deveria ser apenas duas horas da minha presença como repórter, se tornou cinco horas de delírio da minha vida e uma vontade imensa de retornar ao evento. Sou da geração Speed Racer, Ultraman, Spectreman, Godzilla, Space Ghost, Jaspion, Dragon Ball e Superamigos e não me arrependi nem um pouco de voltar a esta época e dividir com tantas pessoas de gerações diferentes.

Anime Friends 2018:

Em 2018, mais preparado psicologicamente e entendendo um pouco mais o festival, fomos cobrir o evento no Anhembi Parque, de 06 a 09 de Julho, e foi sensacional. Com uma estrutura maior, o evento não decepcionou em nada. Desta vez reconheci alguns participantes do ano passado e encontrei novos participantes, a impressão é que neste haviam mais pais levando so filhos. É interessante o que vou dizer, porque alguns dos Cosplayers que vou citar agora eu pude acompanhar no Instagram e conversar com eles um pouco mais sobre sua vida e como levam a sério o “trabalho” de modelo. Muitos deles visitam hospitais infantis, doam sangue e participam de eventos de caridade como forma de ajudar ao próximo, como o caso do Daniel, nosso Capitão América brasileiro (@capitãoamericabr), Gabriel (@Thor_Gabriel) e Jhow (@Jhow_Loki), todos são verdadeiros super heróis no melhor sentido da palavra, são pessoas cativantes no evento e que surpreendem pela simplicidade que atendem as pessoas para tirar fotos e tornar o evento grandioso. Você pode acompanha-los no Instagram e ver seus trabalhos sociais percebendo o quanto é sério e divertido Um comovente e excelente trabalho, meninos, parabéns! Sobre a vestimenta dos Cosplays, fiz um cálculo rápido de base para um festival desse porte e uma roupa simples, como uma Malévola, Fred Flindstone, Alice ou mesmo A Casa de Papel, sai em torno de R$ 200,00, sem citar maquiagem e acessórios. Algo mais complexo, como uma roupa complexa de qualidade, não sai por menos de R$ 1200,00, isso se você quiser ser alguém de destaque no evento, como o Aquaman, Deadpool ou um Pantera Negra. O Aquaman, que não consegui pegar o contato, foi um dos que mais me impressionou com os detalhes da roupa e o tridente. O evento, se você for em um dia apenas, sai por R$ 80,00 (doando alimentos), mais uns R$ 40,00 de estacionamento e um lanche de R$ 50,00 em média, gastando de maneira simples R$ 400,00 para um dia de diversão, isso se incluir a roupa que mencionei.

Um dia antes de ir ao festival, resolvi fazer uma pesquisa de locais para se fazer compra de fantasia em São Paulo. Lojas de roupas especializadas são fáceis de se encontrar na internet, com muito mais qualidade na vestimenta do que você se arriscar nas lojas de rua, onde estacionar é complicado e a maior parte do que se encontra é infantil e não fantasias para eventos especializados. Como falei, fiz interessantes visitas em lojas um dia antes do evento, e apesar de ser bem atendido, não achei realmente o que queria. Fui em Santana, no bairro Japonês e na Galeria do Rock, e só não saí frustrado com minha primeira experiência em vestimentas porque encontrei alguma coisa que agradou minha esposa e filhos. Também fui no Shopping D, onde há algumas boas lojas de camisas e pequenos utensílios, como um anel do Lanterna Verde ou uma camisa transada, para caso você queira gastar menos de R$ 100,00, e ter apenas uma simples referência. Por outro lado, tive um atendimento de primeira pela vitorianocosmaker (@vitorianocosmaker no Instagram), que tem uma ótima página com vários exemplos de roupas do simples ao complexo, com uma boa variedade.  Fiz contato com leses que analisaram o meu pedido, passaram valores e forma de pagamento imediatamente, um serviço de primeira. Você pode acompanhar o belíssimo trabalho deles e ter indicações de outros serviços com a mesma qualidade no Instragram. Voltando ao festival, o que achei interessante é como se muda as referências de um ano para o outro. Desta vez havia muito mais influência da cultura Oriental do que da Ocidental, encontrei uma quantidade muito maior de Narutos, Kay Pops, do que personagens da Marvel e DC. Havia vários personagens dos jogos da LOL, sucesso mundial, e poucos Mortal Kombat. A estrutura parecia muito maior que a do ano passado, alimentação estava mais variada e os preços melhores, tinha desde pizzas até salgadinhos, refrigerantes e água. Os banheiros eram ótimos e era muito engraçado ver a variedade de pessoas vestidas diferentemente ou se vestindo dentro deles. É muito gostoso ver como personagens influenciam as pessoas de todos os tipos, vi pessoas com a mesma idade que se vestiam de Coringa, desde a série clássica até o Leto, com um sorriso impagável. Assisti alguns shows, a apresentação de Kay Pop e no final, ao clássico evento de premiação do melhor Cosplay. Cheguei no evento as 13h e saí, exausto, as 18h, já com saudades e vontade de participar do próximo em 2019. Neste levei minha tradicional camisa do Thor, companheiro do evento anterior, e meu Mjolnir de plástico. Não passei vergonha já que tudo é uma grande festa, mas quem sabe eu possa ser mais ousado no meu terceiro evento vestindo um traje de Odin, já que a idade não permite ser um adolescente, a maturidade me faz pensar em algo mais condizente, sem perder a diversão.

Curiosidades:

Em Julho de 2010, dentro do Anime Friends ocorreu a 1ª São Paulo Comic Fair, um evento de histórias em quadrinhos que abriga outros gêneros além do tradicional mangá. Em 2013, lançou a primeira Brasil Comic Con, inspirada nos eventos americanos como a San Diego Comic-Con.

Celebridades no evento:

2003: Hiroshi Watari, Akira Kushida e Hironobu Kageyama. 2004: Hironobu Kageyama, Eizo Sakamoto, Masami Okui e Masaaki Endo. 2005: Takayuki Miyauchi, Hironobu Kageyama, Yoshiki Fukuyama e Akira Kushida. 2006: Masaaki Endoh, Hiroshi Kitadani, Yumi Matsuzawa e Massacration. 2007: Nobuo Yamada, Mojo, Kouji Wada, Yoko Ishida, Masaaki Endoh, Hironobu Kageyama e Pato Fu. 2008: JAM Project (Masaaki Endo, Hiroshi Kitadani, Masami Okui, Yoshiki Fukuyama, Hironobu Kageyama, Ricardo Cruz) + Misato Aki, Akira Kushida, Takumi Tsutsui, Takayuki Miyauchi e Hideaki Takatori. 2009: Kagrra, Nobuo Yamada, Hironobu Kageyama, Hiroshi Kitadani, Masaaki Endoh, Akira Kushida, Shinichi Ishihara, Yukio Yamagata. 2010: Aural Vampire, Akira Kushida, Takayuki Miyauchi, Shinichi Ishihara, Misato Aki, Yonekura Chihiro, Piyo Rabbie, Minami Kuribayashi.

2011: Akira Kushida, Nobuo Yamada, Takayoshi Tanimoto, Psychic Lover, Kaya, m.o.v.e, Massacration, Angra, e Fresno. 2012: JAM Project, Kaya, Takayoshi Tanimoto e Nobuo Yamada e Detonator. 2013: JAM Project*, Yumi Matsuzawa, Chihiro Yonekura, Shinichi Ishihara, Takumi Tsutsui, Akira Kushida, Nobuo Yamada, Ore Ska Band, Família Lima, Johnny Yong Bosch, Andre Matos e Detonator. * Pela primeira vez JAM Project, se apresentaram com sua formação completa e acompanhados de sua banda. * Na edição de 2013, Detonator gravou seu mais novo clipe musical, a música “Metaleiro”. 2014: Almah, Ayumi Miyazaki, Cassius Medauar, Chris Claremont, Daniel HDR, Marcelo Del Greco, Provollonecast, Reika (cosplayer), Takayoshi Tanimoto, Koji Wada, Back-On, Flow, motsu x DJ KAYA, Noturnall, Oreskaband, Vitor e Lu Cafaggi, You Kikkawa, Flow (banda) e muitos outros. 2015: Ayu Brazil (cantora e youtuber), Matsuko Mawatari, Joe Inoue, Ricardo Cruz, Snowkel, Reika (cosplayer), Kaname (cosplayer), INKT, Detonator, Cross Gene, Tetsuo Kurata, Flow (banda), Sasaki Sayaka, Home Made Kazoku e muitos outros.

Concursos Exclusivos:

Yamato Cosplay Cup Internacional: São realizadas diversas seletivas em países e eventos da América Latina e Europa, de onde saem os classificados para a grande final no Brasil. Na competição final, cada participante apresenta uma vez na categoria Play – Tradicional, tendo no máximo 3 minutos para realizar sua performance. Além de sua apresentação na categoria Play – Tradicional, o cosplayer faz um desfile especialmente para os jurados na categoria Cos – Desfile, a fim de mostrar os detalhes de sua roupa. Tradicionalmente conta com países da América Latina, mas está recebendo também países da Europa, como a Espanha e Holanda. Yamato Cosplay Cup Brazil: Foi o primeiro concurso de cosplay que reuniu participantes de várias regiões do Brasil, o YCC julga os participantes em vários critérios, como fidelidade da roupa, interpretação e criatividade, dividida em suas categorias. Suas apresentações são repletas de efeitos especiais e jogo de luzes, contando com o apoio de equipamentos da maior alta tecnologia, tornando suas apresentações um verdadeiro show. Animekê Show: O Animekê Show é considerada a atração máxima do Animekê, pois além de ocorrer no Palco Principal do Anime Friends com toda a sua estrutura de som, vídeo e efeitos de iluminação, tem como prêmio uma viagem ao Japão! Além disso, o corpo de jurados é composto pelos convidados nipônicos que vêm ao Brasil para se apresentar no evento. E aqui não está em jogo apenas a voz: a interpretação e a coreografia também contam pontos. A atração reúne todos os vencedores de concursos promovidos pela Yamato em seus eventos no período de um ano nos quais valem vaga, evidentemente, começando pelo Anime Friends.

 

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

NoSet é um lugar para se divertir e descobrir curiosidades sobre cinema, séries, HQ’s, games, músicas, livros e muito mais. Além de notícias você também pode ouvir nossas opiniões pelo podcast, sempre de um jeito inteligente e descontraído. Sejam bem-vindos e sintam-se na poltrona do seu cinema favorito.

Assinar NoSet por Email

Digite seu endereço de email para receber notificações de novas publicações por email.

Junte-se a 118.148 outros assinantes

Facebook

Copyright © 2016

Topo