A Noite do Jogo – Irmão, qual será a aposta? - NoSet
Cinema

A Noite do Jogo – Irmão, qual será a aposta?

Todo mundo curte um jogo. Cartas, dominó, Banco Imobiliário, Just Dance. Enfim, não importa o tipo de competição, sempre existe a adrenalina de ganhar ou perder. Ainda é um meio de socializar e de preservar amizade e os laços familiares. Mesmo havendo diferenças, desentendimentos, conversas mal resolvidas e outros conflitos. Se for o caso, até exclui o desafeto. Todavia basta a vida estar em risco para saber o espirito de equipe. Assim é a proposta dos diretores John Francis DaleyJonathan Goldstein (Quero Matar Meu Chefe, 2009) pode-se esperar uma comédia de humor negro junto com referencias a cultura pop e sub-tramas paralelas.

Desde a noite de uma competição de perguntas e respostas, Max (Jason Bateman) e Annie (Rachel McAdams) sabiam o quanto eram perfeitos um para o outro. Ambos amam jogos. Jogos de tabuleiro, vídeo-game, competições com esforço físico, tudo pela adrenalina que separa a vitória e da derrota. O que poderia atrapalhar essa química? Brooks (Kyle Chandler), o irmão mais velho de Max. Tido como o maior e melhor no que é e no que faz, já dá para perceber a rivalidade entre irmãos. E como será o acontecimento-título.

O local é a casa luxuosa de Brooks. O jogo é o tradicional americano de sequestro e resgate. Onde enigmas e pistas levam ao refém. Tal qual jogos de mistério e polícia e ladrão. Porém, a fantasia vira realidade. E assim a vida de todos entra em jogo.

O roteiro do filme é pautado nas referências a cultura pop como os filmes Marvel, Pulp Fiction e Harry Potter. Não somente como assunto de conversas paralelas para matar o tempo, há cenas memoráveis a se reproduzir. Uma dança de jukebox durante uma rendição armada, um ringue de luta ilegal com direito a aposta e uma luxuosa mansão com tecnologia de ponta digna de um Stark. Além de elementos comuns de filmes de crime. Perseguição de carros, presença de capangas negros, trilha sonora de rap, comandantes de operação de origem italiana ou do leste europeu. Ainda no primeiro ato, temos os convidados chegando ás escondidas pela casa, por causa de um vizinho divorciado e de comportamento peculiar, o policial Gary(Jesse Plemons) com sua presença indesejável pelo casal-protagonista.

Atuações bem caricatas embora aceitáveis. Rachel Mc Adams entrega uma performance conforme a situação da personagem exige. Caricata e realista. Bateman é bem melhor nas comédias do que em tramas policiais. Chandler é o coadjuvante mais ativo da trama. Por se trata do incidente incitante e o motivador das ações de Bateman. Juntos, formam a quimica de rivalidade fraterna perfeita, mesmo muita vezes vista em filmes. Como histórias embaraçosas do passado, segredos de família, inveja pelo estilo de vida e outros recursos cênicos. Paralelo a essa trama central, temos uma crise conjugal dos negros com relação a uma suposta traição e um outro casal em formação até o desfecho.
O filme é uma homenagem aos amantes de jogos com domínio próprio tendo uma rivalidade fraterna como conflito. Uma opção de passatempo em momentos livres.

Gênero: Comédia

Distribuidora: Warner Bros.

Elenco: Jason Bateman, Rachel McAdams, Billy Magnussen, Sharon Horgan, Lamorne Morris, Kylie Bunbury, Jesse Plemons, Danny Huston, Chelsea Peretti com Michael C. Hall, e Kyle Chandler

Direção: Jonathan M. Goldstein, John Francis Daley

Clique para comentar

Deixe uma resposta

NoSet é um lugar para se divertir e descobrir curiosidades sobre cinema, séries, HQ’s, games, músicas, livros e muito mais. Além de notícias você também pode ouvir nossas opiniões pelo podcast, sempre de um jeito inteligente e descontraído. Sejam bem-vindos e sintam-se na poltrona do seu cinema favorito.

Assinar NoSet por Email

Digite seu endereço de email para receber notificações de novas publicações por email.

Junte-se a 118.169 outros assinantes

Facebook

Copyright © 2016

Topo